terça-feira, 18 de maio de 2010

"Daqui do alto, eu te vejo..."

Cof, cof, cof....

Esse blog está meio abandonado, mas é por uma causa digna e justa. Tenho trabalhado bastante em um projeto aqui em Santiago, estou adorando e aprendendo muito, mas estava sem muito tempo pra postar. Além disso, sempre estava ocupando meus finais de semana. Por isso, este post tá meio atrasado, faz quase um mês que eu comecei a escrever, mas vamos lá!

Um dos pontos turísticos mais visitados em Santiago é o Cerro San Cristóbal!! Aliás, é onde está localizado o parque metropolitano, que tem piscinas, termas, zoológico.... Fica em Bella Vista, perto do Metro Baquedano. É um dos pontos que todo visitante tem que conhecer!

Mostra lá o lugar, Rafinha!

Existe duas formas de subir: de funicular ou por estradas (muitas pessoas sobem de bicicleta).

Funicular

Nessa hora, dá vergonha de ter subido de funicular....

Depois de chegar ao topo, o melhor é aproveitar a vista. Dá pra ver a cidade inteira e comprovar que realmente é um vale! Lá em cima tem algumas barraquinhas de artesanato e comidas (a preço de turista =p).

Um dos ângulos de Santiago =)

Mote con huesillo (é uma sobremesa típica feita de pêssego em calda, suco de pêssego e huesillo, que eu desconfio que seja alguma semente hidratada). Como a maioria das sobremesas chilenas, é bem doce!

Outro ângulo da cidade (um pouco mais poética, quem sabe...)

video

Um poco mais acima da chegada no funicular, está a estátua da Virgem. Há uma capela perto e alguns degraus para se chegar até a estátua. A vista é ainda melhor, vale a pena vencer a preguiça e chegar lá!

Noiva chegando pra se casar na capela do Cerro (foi praticamente um evento a chegada dessa noiva hahah)

Estátua da Virgem (como ela é iluminada, dá pra ver de noite quando se passa por Bella Vista)

Homenagem à minha amada amiga Irina =)

Já fui ao Cerro duas vezes, uma com o Rafinha e outra com o Romildo, e irei todas as vezes que tiver oportunidade! Aliás, eu ainda não vi o pôr do sol lá de cima e dizem que é maravilhoso.

Rafinha e eu, trainees da AIESEC Brasília em Santiago (Rafinha, já estamos com saudades!)

Romis e eu =)

O legal do passeio até o Cerro San Cristóbal é que não precisa ficar restrito à subida ao Cerro. No caminho do metrô até o funicular, existe algumas atrações bem interessantes, como feiras de artesanato, muitos barzinhos e restaurantes.

Rua Pio Nono (cheia de barzinhos e ambulantes nas calçadas, um dos lugares mais democráticos que eu já conheci em Santiago, tem cada tipo de gente que até Deus duvida)

Patio Bellavista (a entrada deste lugar está na Rua Pio Nono, é meio escondida. É muito bonito lá dentro, cheio de restaurantes e lojinhas, com preços para turista rico)

Um dos artesanatos típicos do Chile: o índio Pícaro (isso mesmo que você leu...no caso é a índia e o índio...=p)

Lapislazuli é uma pedra azul semipreciosa típica do Chile

Nesta região tem até uma das casas do poeta Pablo Neruda! Ele construiu 3 casas, e a que fica em Santiago chama-se Chascona, vale muito a pena conhecer! As outras estão em Isla Negra e Valparaíso.

Fazendo parte da paisagem em frente à casa do Neruda

Chascona era o apelido da última mulher de Neruda, Matilde, e quer dizer algo como "descabelada", com uma juba.
Olha que bonita homenagem: janela da esquerda com as iniciais do casal (Pablo e Matilde) e janela direita com o desenho da Chascona (dentro da casa há varias outras homenagens)

Na varanda do segundo andar da casa (não é por acaso que parece um barco, a casa inteira foi desenhada com este propósito)

Outro ângulo da casa

Curiosidade sobre o Poeta

Estou com vários posts atrasados (quase 3 meses acumulados) e vou tentar colocar em dia, mesmo porque eu não tenho mais tanto tempo assim aqui e já comecei a ter que planejar os finais de semana que me restam no Chile. Como passou rápido, né?